O que é Diabetes ?

O que é Diabetes ?

  

Diabetes
 

A Diabetes é um problema hormonal em que o organismo não é mais capaz de manter o nível de glicose (açúcar) do sangue nos seus parâmetros normais. Esta é uma patologia que pode (e deve) ser tratado o mais rápido possível, para evitar complicações, porém não é curável. É um problema muito comum e se não for tratada da maneira correta, pode levar o animal a situações de emergência e muitas vezes a morte.

A diabetes é um problema decorrente da falta de um hormônio chamado Insulina. A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas, que se localiza perto do estômago. O pâncreas possui pequenas glândulas chamadas Ilhotas de Langerhans, que são as responsáveis pela produção de insulina.

A insulina faz com que a glicose que está circulando no sangue, penetre nas células do organismo para que seja utilizada e transformada em energia. A quantidade de açúcar circulante é chamada Taxa de Glicose (TG). Na maioria das pessoas e dos animais, a TG oscila entre 60 e 120 devendo estar em média na faixa de 80 à 100. Em um mamífero normal, sempre que a TG começa a subir, normalmente durante e após alimentação, o pâncreas libera insulina para controlar o nível de açúcar no sangue. Em animais diabéticos ou a insulina não é produzida ou a quantidade liberada não é suficiente ou a insulina pode estar sendo produzida de forma defeituosa e por isso não funciona.

Quando a insulina não é produzida na quantidade necessária ou é produzida defeituosa, o organismo não conseguirá utilizar a glicose que está circulando no sangue com fonte de energia. Quando isso ocorre, a TG começa a subir gerando um quadro de Hiperglicemia. A hiperglicemia pode levar a uma situação conhecida como Coma Diabética. Esta é uma situação de emergência que se não for tratada leva à inconsciência que poderá ser seguida de morte. (Isso é um processo relativamente lento). Para tratar a hiperglicemia, a insulina deve ser injetada no corpo do animal, agindo como um substituto da insulina natural. Esta insulina que é injetada pode ser de origem humana, suína ou bovina.

O oposto da hiperglicemia é a Hipoglicemia (conhecido como choque diabético) que ocorre quando há um excesso de insulina ou uma baixa TG (baixa taxa de glicose no sangue). Este é um quadro de emergência!!! Nesta situação, o animal entra rapidamente em um estado de inconsciência, podendo chegar a falecer. Deve se dar açúcar (glicose) para o paciente. Se o cão está consciente e é capaz de deglutir, deve-se dar açúcar ou doces por via oral. Se ele estiver inconsciente, coloca-se um pouco de açúcar debaixo da língua ou utiliza se qualquer fonte de açúcar debaixo da língua e esfregando nas gengivas. Em uma clínica veterinária, aplica-se dextrose endovenosa (é a glicose só que em outra forma). A recuperação normalmente é bastante rápida e o animal estará bem em questão de minutos.

O tratamento da diabetes (o controle da TG), dependerá se o animal necessita de aplicação de insulina ou apenas através de um controle da dieta. A diabetes juvenis (tipo 1) é insulino- dependente, e este animal necessitará de doses diárias de acordo com a sua alimentação. A diabetes de adultos (tipo 2), é um tipo de diabetes adquirido depois de certa idade. Muitas vezes este tipo de diabetes não requer o uso de insulina. O controle da TG é feito através de um balanceamento da dieta. A diabetes também pode ocorrer em cadelas prenhas (diabetes gestacional). Este problema normalmente desaparece após o parto.

  Sintomas clássicos da diabetes:
 

Polidipsia (o cão bebe um volume de água excessivo)

Poliúria (o cão produz um volume urinário excessivo)

Emagrecimento nítido e rápido, apesar de estar se alimentando bem

Lesões de pele de difícil cicatrização

Problemas cardíacos

Tendência à formação de Trombos (coágulos no sistema circulatório)

Caso o seu animal apresente alguns desses sintomas (ou todos) procure imediatamente o seu médico veterinário.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!