Insuficiencia Cardiaca

O coração é um músculo formado por duas metades, direita e esquerda. Quando uma dessas cavidades falha como bomba, não sendo capaz de enviar adiante todo o sangue que recebe, falamos que há insuficiência cardíaca. 

A Insuficiência Cardíaca (IC) não é uma doença do coração por si só. É uma incapacidade do coração efetuar as suas funções de forma adequada como conseqüência de outras enfermidades, do próprio coração ou de outros órgãos. 


Como se desenvolve? 

Existem a Insuficiência Cardíaca Aguda (ICA) e a Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC). A Insuficiência Cardíaca Aguda é um acontecimento súbito e catastrófico e que ocorre devido a qualquer situação que torne o coração incapaz de uma ação eficaz. 

Geralmente a Insuficiência Cardíaca Aguda é conseqüente a um infarto do miocárdio, (raro de ocorrer em cães e gatos) ou a uma arritmia severa do coração. 

Existem ainda as Insuficiências Cardíacas Agudas provocadas por doenças não cardíacas. 

Exemplo delas são: a hemorragia severa, o traumatismo cerebral grave e o choque elétrico de alta voltagem, muito comum , principalmente em filhotes que mordem todos os fios que encontram. 

A Insuficiência Cardíaca Aguda é uma situação grave, exige tratamento médico emergencial e mesmo assim é, muitas vezes, fatal. 

A Insuficiência Cardíaca Congestiva pode aparecer de modo agudo mas geralmente se desenvolve gradualmente, às vezes durante anos. Sendo uma condição crônica, gera a possibilidade de adaptações do coração o que pode permitir uma vida prolongada, às vezes com alguma limitação aos animais portadores, se tratada corretamente. 

As principais causas de insuficiência cardíaca são as que se seguem: 

  • Doenças que podem alterar a contractilidade do coração. 
  • Doenças que exigem um esforço maior do músculo cardíaco. É o que ocorre na hipertensão arterial ou na estenose (estreitamento) da válvula aórtica (raro) que, com o tempo, podem levar à Insuficiência Cardíaca Congestiva do ventrículo esquerdo. 
  • Doenças pulmonares como o enfisema podem aumentar a resistência para a parte direita do coração e eventualmente levar à Insuficiência Cardíaca Congestiva do ventrículo direito. 
  • As manifestações de Insuficiência Cardíaca Congestiva variam conforme a natureza do estresse ao qual o coração é submetido, da sua resposta, bem como de qual dos ventrículos está mais envolvido. O ventrículo esquerdo costuma falhar antes do direito, mas às vezes os dois estão insuficientes simultaneamente. 

O que o animal sente? 

Falhando o ventrículo esquerdo, o território que congestiona é o pulmonar. Isso explica a falta de ar, que de início surge aos grandes esforços, depois aos médios, terminando pela falta de ar mesmo em repouso. Com a piora surge a ortopnéia, a falta de ar quando deitado. O animal pode acordar durante a noite devido à falta de ar o que a obriga a sentar para obter algum alívio. É a dispnéia paroxística noturna. Isso pode evoluir ainda para um quadro ainda mais grave de descompensação esquerda denominado de edema agudo de pulmão, grave, e que termina em morte se não tratado de urgência. 
Falhando o ventrículo direito surge o edema, ou o inchaço de membros , principalmente dos membros posteriores e do fígado, além de outros órgãos, tudo provocado pelo acúmulo de líquidos nesses órgãos. 

Como o médico veterinário faz o diagnóstico? 

O médico veterinário faz o diagnóstico através de um exame clínico: 

  • Ausculta cardíaca (sopros). 
  • Ausculta pulmonar (ruídos) 
  • Edema dos membros. 
  • Pode, ainda, utilizar exames complementares como: 
    • Radiografia de tórax (que visualiza o aumento do coração). 
    • Doppler-Ecocardiografia (que mostra o coração em funcionamento, podendo ser visualizada a insuficiência cardíaca mais detalhadamente e também mostra o fluxo sanguineo que passa através das válvulas cardíacas), diâmetros cavitários, diâmetros das paredes cardíacas, entre outros. 

Como se trata? 

Há a necessidade de tratar, se possível, a doença subjacente que desencadeou a Insuficiência Cardíaca Congestiva. 

Deve-se também tratar o coração insuficiente. Para isso, restringe-se a ingestão de alimentos que contenham sal. É aconselhável administrar dieta própria para cada caso através de rações terapêuticas. 

O tratamento pode ser realizado de diversas maneiras. Geralmente se utiliza diuréticos, antihipertensivos, antiarritmicos e broncodilatadores se necessário.

Para o diagnóstico correto da patologia cardíaca o Doppler ecocardiograma e o eletrocardiograma são fundamentais. 

Com essas medidas, um médico veterinário consegue prolongar por anos a vida de um paciente acometido de Insuficiência Cardíaca Congestiva.

Setor de cardiologia Renalvet

A Cardiologia Veterinária é a especialização da medicina veterinária que visa o diagnóstico , o tratamento e a prevenção de doenças do coração e do sistema circulatório.

Da mesma forma que a cardiologia humana se desenvolve a cada dia, a cardiologia veterinária não fica atrás,pois quase todos os experimentos feitos com animais revertem em terapias tão eficientes em pessoas quanto em cães e gatos.

A descoberta de doenças cardíacas e do sistema circulatório, tanto de origem congênita como por predisposição racial, é motivo de grande pesquisa na cardiologia veterinária.

O sucesso de um tratamento está intimamente relacionado com o reconhecimento e diagnóstico precoce da doença.

A Renal Vet conta com equipe qualificada e com modernos equipamentos de diagnóstico e tratamento.

A unidade de cardiologia oferece os serviços de Doppler ecocardiograma, eletrocardiograma, radiologia, cardiologia clínica, emergências cardio-respiratórias e emergências hipertensivas.

Em caso de urgência ou emergência cardiológica, ligue para a RENALVET. A UTI funciona 24 horas por dia para pronto atendimento de seu animal de estimação. Conte conosco!   11- 3875 2666 (SP)     21- 7815 9497 (RJ)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!